Daily Calendar

Marcadores

Lijit Search

Lijit Search

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Boemia


Hoje eu quero a companhia das flores

A suave beleza da lua a banhar-me a pele

E o encanto de um céu muito estrelado

Eu quero aliar-me ao silêncio

Andar descalço na areia

Embriagar-me numa agradável sensação de bem estar

Não quero falar

Não quero explicar

Somente sentir

Eu quero viver

Namorar o luar

Ficar encantada

Saudades eu tenho

De onde eu nasci

Paraíso distante

Gosto de ver a lua,

Que sempre nua,

Escurece a rua

Derrama seu encanto,

No coração de quem ama

No leito da terra,

Fabuloso espetáculo cor de prata

Bêbado fiel

Do malandro, do boêmio

Noite dos mistérios universais.


3 comentários:

  1. De boêmios, todos temos um pouquinho ou, um bocado.A noite, além de linda e misteriosa, nos reserva sempre uma nova emoção.

    Adorooooooooooooooooo...

    ResponderExcluir
  2. a noite tem os seus encantos...
    os dias também.
    é bom esse querer viver sentindo que se está vivo.

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Amei este outro seu espaço.
    Carinhosamente,
    Sandra

    Vou ver o amigo.

    ResponderExcluir

As palavras são mágicas,
Com elas, o pranto
Um sorriso de imensa alegria,
Ou mesmo a totaL DESAPROVAÇÃO