Daily Calendar

Marcadores

Lijit Search

Lijit Search

domingo, fevereiro 07, 2010

Atores ou majestades

Eu compreendo-te
Asseguro-te a cura
Alegro e emociono-te
Penetro em teus poros, irreverente
Eis a missão do destino
Expor-nos aos olhos de todos
Tocar o sexo amendrontado
Provar o veneno da carne
Corpo quente
Adormecido no berço da dor
Sofrendo, fugindo, implorando
O silêncio, a clausura
De ti, a negritude do nada
Do belo, o grito de horror
Falsa emoção, mentirosa ilusão
Insistente solidão
Adorável plenitude, impossível
Anjo da sedução, incurável
Calculando as palavras
Interpretando a lógica
Corrompendo a verdade
Adormeço e amanheço solitária
Ninguém para conceder o perdão
Lágrimas e abandono
Gotas cristalinas em teu orgulho ferido
A liberdade é nociva
A cura é distante
A essência é a vida
Voçê, juventude eterna
Eu, maturidade definida
Nós, duas crianças perdidas
Atores ou majestades
Incrédulos ou falsos poetas.

video

Um comentário:

  1. Da mesma forma que nos damos, esperamos receber algo.È absolutamente necessário, que nos completemos, porém jamais podemos cobrar isso de alguém, mas devemos nos dar mais e mais.

    ResponderExcluir

As palavras são mágicas,
Com elas, o pranto
Um sorriso de imensa alegria,
Ou mesmo a totaL DESAPROVAÇÃO